terça-feira, outubro 07, 2014

Aonde estiver


[...] O celular toca, 00:45, olho e vejo o seu nome na tela do aparelho, não sei o que fazer, atendo ou deixo tocar até você cansar. Finjo que não vi.
E enquanto escuto o toque, que é aquela música que você me mandou em uma tarde chuvosa, a melodia que você disse que fazia lembrar de mim, do meu sorriso, dos meus olhos. Fiquei muito feliz ao saber que você lembrava de mim de alguma maneira. No mesmo instante decidi que essa seria a nossa música, o tema do nosso amor, que começou em uma manhã de domingo no metrô de São Paulo, quando te vi junto a máquina de refrigerante, me esperando, eu que nem te conhecia, acabei te recebendo com um sorriso no rosto, aquele mesmo que você disse depois de uma semana que lembrava todas as vezes que fechavas os olhos. Lembro-me que depois desse dia não parei de falar com você um momento se quer, ficávamos até tarde mandando SMS um  para o outro, depois conversávamos no MSN até percebermos que já estava muito tarde e tínhamos que dormir, pois ambos acordavam cedo para trabalhar.
Minha pobre consciência jamais imaginaria que você um dia seria um dos maiores motivos da minha felicidade, que eu iria para qualquer lugar com você e por você, que a minha vida dependeria de suas orações e da nossa união. Os meus sentimentos por você sempre foram com tamanha pureza que eu não conseguia pensar em nada além de ser feliz, feliz ao seu lado, da maneira que estávamos, unidos, em oração, crescendo um com o outro, aprendendo um com o outro.
Porém, o destino não quis assim, ou Deus, se assim podemos dizer, da mesma maneira que em uma tarde chuvosa você disse que sentia algo forte por mim, algo que nunca havia sentido por ninguém, foi no mesmo clima que me disse adeus, que falou olhando em meus olhos que nós não daríamos certo, que não estávamos fazendo a vontade de Deus. Se eu chorei ao escutar essas palavras? Mais do que o necessário, chorei por horas, chorei por dias, chorei por semanas, chorei por meses, chorei por anos, choro até hoje ao lembrar exatamente do que aconteceu, choro por não ter conseguido responder, choro por ser fraca e choro por até hoje não consegui expressar os meus reais sentimentos e dizer-lhe que nunca iria te esquecer e que aonde estiver espero que esteja feliz, e ainda completando, mesmo sendo muito inadequado de minha parte querer isso, espero com todas as minhas forças e com todo o amor que ainda sinto por você, que lembre do meu sorriso todas as vezes que fecha os olhos, todas as vezes que escuta a nossa música, todas as vezes que vai ao metrô e para naquela estação e espera ou para em frente a maquina de refrigerante.
As vezes na minha fase stalker, vou até as suas redes sociais e fico olhando as suas fotos, percebo que está feliz, ou aparenta está feliz, e percebo um sorriso brotar em meu rosto todas as vezes que vejo o mesmo no seu. Queria está sorrindo contigo, mas me contento em sorrir por te ver feliz. Estou feliz por ter te conhecido, e por ter te amado tanto. E por mais que não tenha durado a nossa história, ainda assim, sei que foi a mais importante de todas as fases da minha vida, a fase em que eu mais aprendi o que era o amor e a que eu mais me aproximei da felicidade completa.

Reações:

Quem escreve?

Quem escreve?

Facebook

Galeria de Fotos

Skoob

Copyright © Parte de Minha História | Powered by Blogger
Design by Lizard Themes | Blogger Theme by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com