quarta-feira, junho 26, 2013

Vulnerável a você


Esse poderia ser mais um texto onde eu mostraria toda a dor que a distância causa em mim, que mostraria o quanto eu sinto a sua falta, e o quanto eu tenho medo que isso não mude. Porém estou cansada de escrever coisas tristes, cansada de mostrar as coisas ruins da minha vida. Hoje falarei o porque de ser tão vulnerável a você, o por que me sinto tão bem com apenas uma demonstração de afeto sua por mim. 
Já começo agradecendo por todos os dias que você me fez rir, por todos os dias que você me acordou com um bom dia, por todas as vezes que você disse que eu era a sua vida (mesmo que tudo isso não tenha passado de uma mentira), agradeço sim, por que você me fez feliz, você me fez ter momentos felizes. Obrigada por existir e por estar comigo quando eu precisei.
Posso dizer que esse texto não será tão bom quantos os outros, pois parece mais que estou falando diretamente para você todas essas palavras, dói não conseguir escrever nada de bom quando estou com raiva. 
Eu gostaria de entender por que algumas coisas acontecem nas nossas vidas, okay tudo é aprendizado, mas dói saber que o saber vem com a dor. 
Tudo começa com um "Era Uma Vez..." e termina com um "Felizes Para Sempre...", bem a ultima parte não chegou ainda para mim, então isso quer dizer que o vilão ainda tem o controle de tudo, só gostaria que esse vilão não fossemos nós mesmos, por que, sim somos donos dos nossos atos e somos os responsáveis pelo nosso futuro, se o "Felizes Para Sempre..." ainda não chegou, a culpa é nossa de não termos feito a coisa certa. 
Mas qual seria coisa certa a ser feita? Quando a distância é uma inimiga, quando a dor invade e afasta a felicidade e saudade abre as portas para a tristeza. Onde está você agora? Eu que me tornei tão vulnerável a você, eu que ainda espero você me acordar todas as manhãs, mas você não não vem, eu quer espero você me dizer palavras sinceras, porém você só sabe mentir para mim e quando me diz a verdade ela machuca como lanças espetando o meu coração de tal maneira que estraçalha e não sobra mais pedaços.
Incrível saber que não consigo escrever nada sem chorar no fim. Você me mostrou tantas coisas, me fez sonhar, me fez feliz e foi o meu amigo. E agora? Eu penso que sou uma desconhecida para você e tento imaginar que nada aconteceu, tento esquecer, mesmo que isso me faça lembrar mais de você. 
E acabo de descobrir que só conseguirei escrever uma coisa feliz quando o meu coração não estiver mais estraçalhado, e quando eu realmente conseguir acertar e chegar ao meu "Felizes Para Sempre...".
Aprendi que o amor é isso, é se abandonar e deixar se levar para um lugar desconhecido, é se jogar sem medo de cair e se cair levantar-se e cair novamente, pois as lágrimas vão cair sem parar, mas elas se secarão com o sol de uma nova manhã.
"A pesar de que la luna no brille mañana me dará igual pues sólo verte reír es lo que me hace feliz, mi alma.
Y es que quedan tantas cosas por contarte y que me cuentes, tantos ratos y pasiones por vivir, a tu lado, oh mi vida... a tu lado"









Reações:

Quem escreve?

Quem escreve?

Facebook

Galeria de Fotos

Skoob

Copyright © Parte de Minha História | Powered by Blogger
Design by Lizard Themes | Blogger Theme by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com