quarta-feira, agosto 14, 2013

"Era amor, meu amor, o que eu sentia enquanto você se despedia."


Amor, uma palavra tão forte, tão intensa, combinava com a gente, mas não era. O que nós éramos ficou naquele quarto quando você foi embora sem olhar pra trás. Ficou junto com todos os sentimentos ruins que você me trouxe. Porque na saudade eu só lembro de você de um jeito magnífico. Lembro do teu perfume forte que atacava minha rinite, lembro da sua barba por fazer que arranhava meu rosto, lembro do seu pé gelado que me acordava de noite, lembro da discussão no carro por causa da música, nossos gostos nunca bateram, nós juntos éramos atrito o tempo todo. Éramos briga o tempo todo e agora que você se foi eu vejo que eu não te amava, eu amava quem eu era com você.
Você entrou naquele avião tão rápido, dizendo que voltaria, que nem daria tempo de sentir falta... Que piada, eu nem virei bem a esquina e já estava sentindo um vazio, um vazio que me acompanhou por tanto tempo. E você não voltou. É muita covardia apresentar um pedaço do paraíso para depois me jogar na realidade sem paraquedas.
Hoje eu estou aqui me reconstruindo. E a base sou eu mesma, contando comigo mesma, ninguém além. Porque de tudo que você me tirou, a experiência ficou. Bem, já que levou tanto na bagagem, podia ter levado as lembranças, mas não faz mal, eu guardo num pote e deixo no fundo da bolsa no caso de você voltar.


Reações:

Quem escreve?

Quem escreve?

Facebook

Galeria de Fotos

Skoob

Copyright © Parte de Minha História | Powered by Blogger
Design by Lizard Themes | Blogger Theme by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com