segunda-feira, dezembro 23, 2013

A minha inspiração


Sentada no quarto, pouca luz, começo a pensar em todas as vezes que pareceu que a gente era feliz. Momentos felizes, histórias que eu deveria ter escrito, mas deixei passar e agora o que me resta são os pensamentos em você, as noites em claro, os sonhos (quando consigo dormir). Detalhes deveriam ser contados, mas me faltam na maioria das vezes palavras.
Vejo filmes na esperança de conseguir uma nova inspiração, que não seja a dor de uma saudade. Os romances fictícios me faz querer vive-los.
Sou a romântica que nunca recebeu flores, sou a amante que gosta de livros, sou a apaixonada que quer receber elogios todos os dias, ligações inesperadas e SMS na madrugada com apenas um “Eu te amo”.
Quero ser lembrada e amada.
Pode demorar 50 anos para que eu encontre a pessoa “perfeita”, aquela que eu sempre sonhei. A vida não é fácil por isso que é chamada de vida.
Ainda não consigo entender o porque de você ser uma das minhas maiores fontes de inspiração, você não demonstra o que realmente sente, você apenas me olha quando necessário, fala quando é preciso e me faz sentir o que as vezes eu preciso naquele momento.

Apenas gostaria de ter uma amor como o de Julieta, um amor que me levasse onde eu não sei ir sozinha, que guiasse de verdade os meus passos e me fizesse ver cores no que hoje é cinza. 

Reações:

Quem escreve?

Quem escreve?

Facebook

Galeria de Fotos

Skoob

Copyright © Parte de Minha História | Powered by Blogger
Design by Lizard Themes | Blogger Theme by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com