quinta-feira, janeiro 09, 2014

Resenha: The Blessed (Abençoadas - Livro1)




Sinopse: "Três jovens completamente perdidas, cada uma tendo de enfrentar seus próprios “demônios”. Agnes é uma romântica convicta, mas uma recente desilusão amorosa fez com que ela fosse parar no hospital com os pulsos cortados. Cecília é apaixonada por música, mas acabou tendo que abrir mão de seu respeito próprio por um lugar para dormir ou até para ser paga pelos seus shows.Devido ao seu status de socialite teen, Lucy aparece com frequência nos tabloides sensacionalistas, mas seu estilo de vida superficial faz com que ela se sinta cada vez mais sozinha e vazia.
Essas garotas se conhecem quando vão parar no hospital na mesma noite. Na manhã seguinte, cada uma acorda com um bracelete presenteado por um único rapaz, Sebastian – lindo, misterioso e com um plano para elas. À medida que as jovens vão se envolvendo com Sebastian, vão descobrindo suas próprias forças e entendendo que a única maneira de salvarem a si próprias é salvando umas as outras. "



Ganhei The Blessed de presente de Natal de um amigo, estava um dia andando pela livraria e me deparei com ele, o que me chamou a atenção foi realmente o titulo do livro, Abençoadas, fiquei supre curiosa e meu amigo que estava na hora resolveu me dar o livro de presente, assim que cheguei em casa comecei a lê-lo...
A primeira impressão sobre o livro foi que realmente a sinopse conta o que acontece no livro.

"Até agora ela achava que sua juventude e sua natureza 
obviamente desafiadora fariam com que seu recente 
comportamento fosse compreendido, e desculpado, 
como um momentâneo erro de julgamento;
 e que ela seria liberada com apenas alguns conselhos.
 Claro que ela não era mentalmente insana."
(Pág. 35)

Agnes, Cecília e Lucy estão no hospital e o que posso dizer é que foi muita coincidência ou destino todas serem internadas no mesmo dia, no mesmo hospital e justamente no mesmo hospital que Sebastian está internado também, podemos dizer destino?

"— Mas isso é apenas ficção, Agnes. Fantasia. E veja no que deu.
— Sem sonhos só existem pesadelos, doutor."
(Pág. 38)

As coisas não param por ai, após receber alta médica todas elas acabam indo para uma igreja, onde ficam toda uma tempestade, lá elas começam a entender o por que de acordar com os braceletes, mas elas não acreditam na história e ao fim da tempestade voltam para casa.

"Não estou bem certa de que haveria necessidade de terapia 
disse ela
 — se todo mundo tivesse alguém para amar e fosse correspondido
na mesma moeda. Incondicionalmente."
(Pág. 39)

Minha opinião sobre o livro é que ele é muito parado, por quê? Fiquei até a página 215 para descobrir quem são as garotas de verdade, se isso for um spoiler i’m sorry, mas realmente eu fiquei muito chateada com isso e a autora deixou para praticamente ter uma ação, bem corrida, no fim do livro, ela enrolou muito na história e partes que poderiam ser maravilhosas, não teve tanta emoção assim, teve partes que enche você de esperança só que no fim acaba não acontecendo nada.

 — Garotos. Não se pode viver sem eles, nem morrer por causa deles.
(Pág. 61)

É uma história bonita, porém mal aproveitada. Para pessoas que gostam de frases de impacto existem várias no livro. Eu recomendo o livro para pessoas que tiverem paciência para ler, caso contrário, não leia. 

"Mortifica ergo membra vestra que sunta super terram."
(Pág. 191)


Como é uma trilogia eu ainda tenho esperanças de que melhore e me faça mudar de opinião sobre a história, espero que a resenha do último livro seja falando super bem e indicando para todos. 
O livro é da editora ID e achei a edição muito bonita, gostei da capa, dos acabamentos, diagramação, folha amarelinha, e surpreendentes ilustrações em algumas partes do livro.

Minha Avaliação




Reações:

Quem escreve?

Quem escreve?

Facebook

Galeria de Fotos

Skoob

Copyright © Parte de Minha História | Powered by Blogger
Design by Lizard Themes | Blogger Theme by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com