terça-feira, abril 08, 2014

Resenha: Anna e o Beijo Francês




Sinopse: Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto -que tem namorada.Ele e Anna a se tornam amigos mais próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer?









Anna e o Beijo Francês foi uma troca que fiz com a minha vizinha linda Máh do blog Cantinho da Máh, eu já queria ler esse livro desde quando vi algumas resenhas nos vlogs literários que sigo, mas deixei passar um tempo e acabei não comprando, um certo dia passando pelo blog da Máh vi a resenha que ela fez sobre ele e ela deixou ele disponível para troca, ai eu troquei com ela. Ela havia avisado muitas coisas sobre o livro, eu como estava encantada pela estória e por amar a França nem me importei com os avisos dela, não digo que odiei o livro, mas no momento não é um dos melhores livros da minha vida, e digo mais, tem tanto clichê que me deixou até tonta no ônibus quando estava lendo.

"E então, finalmente, disse que sentiria a minha falta.
E então, finalmente, me beijou sob o teto barulhento.
E então, fui embora."
(Pág. 33)

Anna é uma garota normal, tem amigos, um emprego, um carro e está no último ano do ensino médio, ela quer ir para faculdade e ser critica de cinema, até ai tudo bem, se o pai dela não fosse um escritor alá Nicholas Sparks (escreve livros que sempre acaba em câncer, morte e romance proibido. Não é uma crítica eu gosto do Nicholas). Essa pai desalmado manda ela para o internato na França (particularmente falando eu queria que meu pai me mandasse para um internato na França). Ela não fica muito feliz, pois vai deixar seus amigos, família e um quase namorado nos EUA (dreprê).Partiu França. Lá ela conhece a Mer, o St. Clair, o Josh e a Rashimi, os quais se tornam amigos dela. Acontece muita coisa em Paris, mas ela tem muita dificuldade no começo, porque ela estava em um país novo, não conhecia ninguém e não falava francês, legal né? Mas o tempo foi passando e os novos amigos dela ajudaram ela a conhecer melhor o lugar e aprender a se virar. Anna se apaixona por St. Clair, mas o cara tem namorada, sim começou bem. Mas como sempre tudo acaba em flores ou não.

"Sinto me em casa pela primeira vez em Paris"
(Pág. 82)

Bom, eu gostei do livro, li ele em 2 dias, isso porque só consigo ler quando estou no ônibus, livro super facil de ler e como eu disse é tão cheio de clichês que você nem vai ver as folhas passando. Quando me deparei com o fim do livro, pensei "Nossa, já acabou" e me deparei com um "sim". Um romance em paris. Não preciso dizer mais nada né? Não vou falar mal do livro, eu super indico ele, principalmente para quem no momento quer ler uma coisa mais leve e rápida. Apesar dos clichês a estória fala de amizade também e de como as vezes interpretamos as coisas erroneamente. 

— Se você pedir para te beijar, eu te beijo — ele diz.
Os dedos dele apertam a parte de dentro do meu pulso e arrebento em chamas.
— Beije-me — digo.
E ele me beija."
(Pág. 242)

O livro é da Editora Novo Conceito, a capa apesar de ser com pessoas não é feia, tem a torre eiffel de fundo, então ganhou muitos pontos comigo. As folhas amarelinhas, como sempre. Diagramação maravilhosa e capítulos nem tão curtos nem tão longos, tamanho perfeito.



Reações:

Quem escreve?

Quem escreve?

Facebook

Galeria de Fotos

Skoob

Copyright © Parte de Minha História | Powered by Blogger
Design by Lizard Themes | Blogger Theme by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com